Tags

, , , , ,

Segundo dia em Curaçao

Foto: Lúcia Mialski, com os corais das areias de Curaçao

Foto: Lúcia Mialski, com os corais das areias de Curaçao

Este lugar é realmente um paraíso, uma descoberta atrás da outra, a cada praia que chegamos uma surpresa!!!

Como pode imaginar, o point da ilha são as praias. As principais e mais bonitas estão na direção Otrobanda à Westpunt, pela Weg Naar Westpunt, em direção ao norte da ilha, lado oeste. O lado este é de mar muito agitado, ondas enormes e nào tem praias com areia. É pouco visitado.

Iniciamos nossa aventura pelas praias mais distantes, cerca de 40 a 50 km ao norte da ilha, Grote Knip, Klein Knip, Jeremy e Lagun. São praias públicas, quase sem nenhuma infra-estrutura. Assim, sem constrangimento, prepare seu farnel: bebidas, sanduiches, salgadinhos, água e tudo o que acha que vai precisar. Farofar aqui é normal e para todos!!!!

Não fomos à praia Kalki, a mais distante ao norte, mas talvez valha a pena visitar, é onde tem mergulho embarcado. Em todas as demais que visitamos, o mergulho é saindo da praia à um arrecife próximo.

Você vai ser recompensado da falta de infra-estrutura pela beleza das praias, águas translúcidas, mar de um azul celeste maravilhoso e surpreendente. A temperatura da água mais gelada do que esperava, em março, verão, é difícil para entrar, mas depois que o corpo acostuma com a temperatura, você não quer mais sair.

Uma boa dica é levar uma sapatilha para andar na praia e entrar no mar, todas as praias têm corais de vários tamanhos na beira da praia e muiiiiiitos corais e pedras na água, difícil para andar.

image

A Lagun, é pequena, tem vários barcos de pesca, cercada de morros e à direita no alto tem um restaurante – Bahia Beach Bar e apartments, bom lugar para curtir um por do sol. Oferece um local coberto onde você pode ficar na sombra.

image

Jeremy é bem pequena, muito lindinha, tem muitas pedras na beirada e também no fundo da água. Tem três cabanas de palha com bancos, nada de bares, cadeiras, espreguiçadeiras, tudo muito rústico.

image

Klein Knip (Kenepa Chiki, pequena Knip), também de água transparente, um pouquinho maior que as anteriores, com algumas cabanas.

image

De repente surge um furgão vendendo sorvete, produção própria do Sr. João, português da ilha da Madeira, muito simpático, bom de prosa e conhecedor do Brasil. Além de ter um sorvete muito gostoso, experimente o de amendoim, seu furgão é um museu ambulante, tem de tudo!!! Seu João vai de praia em praia vendendo seu produto artesanal.

image

Grote Knip (Kenepa grande, grande Knip), esta praia é o verdadeiro paraíso, das praias públicas, a mais linda e com melhor infra-estrutura. O acesso é por uma área arborizada repleta de banquinhos sob a sombra, mais alta que a praia, lugar ótimo para descansar e até comer o seu lanchinho. A vista deste ponto é deslumbrante e você não consegue parar de fotografar, quer eternizar a beleza que está contemplando em cada ângulo. O azul do mar é tão intenso, extasiante!!! Quase inacreditável.

Descendo, a praia, assim como as demais, é de uma areia branca repleta de bastões de corais. Uma dica é levar uma sapatilha para andar nas praias, tanto na areia como dentro d’agua, para proteger os pés. Algumas árvores aumentam a possibilidade de sombra, além de umas poucas cabanas de palha. Não existe serviço de praia, nem cadeiras ou bares, leve tudo de casa. Mas, diferentemente do que se espera, você tem um serviço de banho de água doce por apenas 1 Florim, que faz toda a diferença comparado ás outras praias.

image

À noite, fomos ao restaurante Equus, que só abre nas sextas-feiras. Tivemos muita dificuldade para encontrar o local, o waze indicava um local de chegada, mas nada do restaurante. Fomos e voltamos umas quatro vezes e nada!!! Mas queríamos conhecer o Equus pois não teríamos outra oportunidade. Alopramos e resolvemos perguntar numa residência bem chique que estava com a porta aberta, uma moça nos atendeu e tentou explicar como chegar ao restaurante, mas como estávamos um pouco longe, decidiu que iria nos levar, Inacreditável, pegou o seu carro e nos deixou em frente ao local, indicando o estacionamento e nos desejando ENJOY!!!
Valeu a pena a persistência, um ambiente muito aconchegante e sistema de serviço bem diferente. Servem espetadas, prato típico que são espetos de churrasco como se fossem espetinhos no palito, pedaços de carne ou legumes, assados na churrasqueira, que são pendurados sobre a mesa . Para fazer os pedidos, deve-se dirigir ao bar e pedir quantas espetadas deseja e do que: carne, frango, misto ou vegetariano (legumes), pede também as bebidas. O garços somente levam os pedidos feitos às mesas, cobram e limpam as mesas, é quase um self-service mas, sofisticado.

Estava uma delícia, o tempero maravilhoso.

Foi um dia fantástico!!!! Agora, dormir e amanhã mais aventuras!!!

Não deixe de conhecer o que fizemos no nosso terceiro dia, veja o próximo post!!!

Procure uma promoção e conheça também Curaçao, nós adoramos!
image

Anúncios