Tags

, ,

Um fim de semana prolongado em Sampa – Primeiro Dia

image

São Paulo sempre é uma inspiração para quem visita, restaurantes com sabores inusitados, exposições de arte, musicais, teatro. As opções são tantas que é preciso programar-se com antecendência para aproveitar o tempo e não se exaurir.

Essa vez, fomos no fim de semana do início do inverno, junho, o clima, na chegada estava chuvoso e frio, como é comum em São Paulo, mas foi melhorando e domingo já estava bem mais quentinho e segunda, sol radiante!!!

COMO CHEGAR: para baratear, o bizu é ficar antenado nas promoções de passagens aéreas, desta vez consegui, pelo Melhores Destinos, passagens promocionais, Brasilia/São Paulo, ida e volta, voando Gol, por menos de R$200,00, o que permite dar aquela esticadinha para curtir mais uma viagem.

ONDE FICAR: o ideal é ficar numa localidade mais próxima dos points, opto por Bela Vista, Vila Mariana, Vila Madalena, Ibirapuera, Itaim Bibi. Geralmente busco no Booking as opções melhores. Desta vez estava querendo experimentar uma pousada charmosa que havia lido a respeito: Lobo Urban Stay, (11)3569 7198, mas para o período que estaria em Sampa, os quartos individuais estavam lotados, ficou para a próxima.

Busquei então alternativas no Airbnb, encontrei até boas opções de localização e infra-estrutura, mas quase o mesmo preço que consegui pelo Booking, no Golden Tulip Park Hotel, Alameda Lorena, 360, Bela Vista (R$ 240,00/diária), lembrando que já sou Genius e assim, tenho um descontinho a mais. Boa localização, perto de tudo, não gostamos mais do que R$ 30,00 de táxi para chegarmos aos nossos destinos, confortável, com academia, piscina e bom café da manhã, em especial o croissant. Perto também da Osvar Freire, se quiser dar uma olhada nas belas (e caras lojas).

O QUE FAZER: Para decidir o que fazer, visito páginas da internet, como https://catracalivre.com.br/sp/agenda/, http://www.centrocultural.sp.gov.br/programacao_musica_2.html, http://www.guiadasemana.com.br/artes-e-teatro/noticia/musicais-em-sao-paulo-em-2015, Tickets for Fun, que mostram as atrações acontecendo no período e escolho aquilo que mais atrai. Se houver um musical, estou dentro. Já assisti vários no Teatro Abril, hoje Renault, mas agora, outros locais também estão trazendo opções muito boas.

Tenho observado que a qualidade dos musicais no Brasil está cada vez melhor, o cenário e figurino, na minha opinião, não deixam nada a desejar, se comparado à Broadway, quanto às vozes, estão muito boas, mas falta um pouquinho para se equiparar, tudo bem, somos ainda jovens nessa arte.

Chegamos, fomos direto ao hotel para deixar a bagagem e, rua!!! Do hotel para o Instituto Tomie Ohtake, Rua Faria Lima, 201, entrada pela Rua Caropés 89, ver a exposição A Força da Matéria de Joran Miró, que abre as 11h e encerra as 19h. Gastamos 20 minutos, claro que o motorista errou o caminho, normal para Sampa! Vai para um lado e outro, mas tá valendo!!

image

Na chegada, a arquitetura do prédio do Instituto surpreende, com a fachada em ondas nas cores violeta, lilás e andares em espelho rosado, impressiona pela altura e suntuosidade!

image

Arquitetura que identifica o talento dessa mulher, japonesa, naturalizada brasileira, grande artista plástica, representante do abstracionismo informal, que infelizmente faleceu este ano (12/02/15) com 102 anos e ainda trabalhando, mas que deixou uma coleção de grande criatividade e inspiração, para nossa história.

image

image

Como não tínhamos almoçado, compramos os tickets (R$ 10,00 a inteira e R$5,00 a meia, para estudantes, aposentados e professores) e fomos fazer um lanchinho na Lanchonete da Cidade, que fica bem em frente, na Caropés.

image

Ambiente agradável, preferimos sentar no balcão. Pedimos filé mignon grelhado com legumes grelhados e batata rústica (fatias com casca, temperada com aleçrim), surpreendeu, uma delicia!!!

image

Partimos então, para a aventura com Miró. Nascido em 20/04/1893, em Barcelona, fez sua primeira exposição com 25 anos. Sua pintura surrealista revolucionou a arte da época, ao ponto de seu produtor perguntar – para quem venderemos esse quadro? E ele respondeu – não se preocupe, daqui a 30 anos vai vender!!!

image

image

É interessante perceber que muitos de seus quadros apresentam elementos comuns: três fios de cabelo, estrela e satélite, ele tinha grande atração pelas estrelas e pelo céu. Morreu com 90 anos, em 25/12/1983, em Palma de Maiorca, onde passou seus últimos anos de vida, continuando sua profusão imensa de arte e criatividade, embora a idade.

image

image

Saindo da exposição, já em frente ao Instituto, vimos o Bar Brewdog, também na Caropés, entramos para conhecer. Escocês, está funcionando há um ano e meio no Brasil, o primeiro fora da Europa e o único nas Américas. Possuem vários tipos de cerveja e chopp da mesma marca, todas artesanais.

image

Sente no balcão pois tem provinhas. Ricardo Malerba, gerente do bar, muito gentilmente nos ofereceu provas de três delas, a Punk IPA (R$ 20,00), mais vendida e apreciada pela maioria, a Hard Core IPA (25,00), muitíssimo saboroso, com um amargo maior no final, e o escuro, Zeitgeist (R$ 25,00) estilo alemão, produzida somente uma vez ao ano, degustamos do último dos três barris que receberam. Oferecem também chopes convidados, brasileiros e de outros países além de petiscos artesanais.

Ao lado têm uma lojinha onde vendem cervejas artesanais de mais ou menos 15 países, com valores que vão de R$14,00, a brasileira, à R$ 400,00, a Tactical Nuclear Penguin, 32% de teor alcóolico. A escocesa Watt Dickie, 35% de teor alcóolico, com 60 ml, custa R$ 145,00.

image

Encerramos o primeiro dia, que foi somente uma tarde, jantando no Ora Pois, Rua Fidalga, 409.

image

Restaurante Português que além da boa comida apresentava uma noite Fado.

image

Assim, pudemos degustar uma deliciosa posta de bacalhau grelhada com batatas ao murro e de sobremesa, uma pastel de natas (Pastel de Belém), divertindo-nos acompanhando a cantora. Ótimo dia!!!!

image

image

image

BOM DEMAIS!!!

Anúncios