Tags

, , , , , ,

O novo Memorial JK – Inovação, Tecnologia  e Acessibilidade

image

Estátua de JK, autoria de Honório Peçanha, possui 4,5m quadrados e 1,5t. Pedestal com 28m quadrados

Localizado no Eixo Monumental (corpo do avião) lado oeste, na mesma avenida onde estão os Ministérios, mas no lado oposto, abre de terça a domingo, das 9h às 18h e o ingresso custa R$ 10,00,  inteira.

O Memorial JK foi inaugurado em  1981, no dia do  aniversário de Jucelino,  proposta de iniciativa de Dona Sarah Kubitschek com o objetivo de perpetuar a trajetória de vida do seu esposo – ex Presidente Jucelino Kubitschek , assim como, a memória da construção  de Brasília,  realizada em três anos e oito meses, inaugurando a nova Capital Federal e iniciando uma nova era – da integração nacional.

image

Proposta de JK com a construção de Brasília e transferência da capital federal do Rio de Janeiro para a nova cidade – integração nacional                                                                         (foto de vídeo apresentado no Memorial).

image

Quem já teve a oportunidade de visitar, conferiu a belíssima arquitetura do Memorial JK, projeto de Oscar Niemeyer, com 700 m quadrados, e a riqueza das peças históricas da vida de Jucelino, com instrumental, documentos e fotos ainda como estudante de medicina, quando conheceu Dona Sarah, passando por toda a sua vida política, em Minas Gerais, até ser eleito Presidente do Brasil, contando, ainda, por meio de fotos e filmes, toda a história do planejamento, no cerrado do planalto central, da construção de Brasília.

Neste ano de 2016, conclui-se um Projeto de Modernização e Acessibilidade implentado no Memorial JK, aberto ao público em  de 12 de setembro , exatamente 35 anos após sua inauguração, atualizando a exposição permanente, mas também produzindo novos contrúdos, apresentados de forma inovadora e  com muita tecnologia de ponta.

Dessa forma, não só aprimorou seu acervo como democratizou o acesso, atraindo um público mais diverso, como os jovens e pessoas com deficiências (PcD).

ACESSIBILIDADE

image

Quem já visitou o museu sabe que a entrada é por meio de uma grande escada o que impedia o acesso de pessoas com limitações de mobilidade, essa foi uma das melhorias, instalando elevadores na entrada e para os diferentes andares.

Outra excelente novidade é a instalação de uma maquete tátil do Memorial e seu entorno e mapas táteis do andar térreo e superior para que pessoas com deficiência visual possam entender o espaço, além de disponibilizar várias outras peças e mapas táteis com o mesmo benefício.

Ainda, os vídeos dispõem de interpretação em libras, inserindo assim os surdos no processo de visitação e compreensão dos detalhes. Foram também disponibilizados audiodescrição e textos em braile, capacitando a belíssima equipe, toda uniformizada em branco, muito simpática e solícita, e preparada não somente para responder à perguntas relacionadas ao Memorial e suas obras, mas também, à atender as diversidades.

Destaco ainda, a linda identidade visual adotada na sinalização do Memorial,  a qualidade do material impresso, seguindo a mesma identidade visual, que oferece excelente conteúdo sobre a exposição permanente, sobre a vida de JK e sobre o projeto de Modernidade e Acessibilidade.

TECNOLOGIA

Logo na entrada, no hall principal, é apresentado um vídeo tridimensional, tecnologia 4K, muitíssimo interessante, que mostra, de forma inovadora, da fundação à conclusão, obras ícones da capital federal.

Esse processo tecnológico permite a você e a mim, que não somos candangos, entender, a complexidade de cada um dos grandes projetos arquitetônicos de Niemeyer, permitindo sentirmo-nos parte da construção de Brasília. Veja um pouquinho dessa tecnologia neste vídeo a seguir.

Para que você tenha uma ideia da agilidade da construção da cidade,   o Palácio da Alvorada foi contruído em 18 meses.

Outra  novidade tecnológica foi a colocação, na sala de metas, antes da entrada para a Biblioteca,  do próprio JK, em tamanho real, por meio de projeção, apresentando, como se estivesse conversando com vc, o seu plano  de governo – 50 anos em 5 – quando candidato à presidência do Brasil.

image

Projeção de JK, em tamanho real, apresentando os cinco grupos de metas de seu Plano de Governo para Presidente do Brasil, com o slogan 50 anos em 5

Preste atenção, também nesta sala de metas, ao quadro de JK, em tamanho natural, pintado por Cândido Portinari e na reprodução da carta de JK, escrita para o povo brasileiro, despedindo-se de seu mandato.

image

Salão de fotos de JK com políticos, governantes, amigos e familiares – maior tapete arraiolo já feito, tecido especialmente para esse local

No andar superior, em frente à sala que tem o maior tapete arraiolo já produzido, feito por artesãs mineiras, está um videowall, apresentando os acontecimentos na época de JK, na década de 1950 a 1960, relatando o desenvolvimento industrial, a belíssima música brasileira, cantores da época e seus sucessos, as vitórias nos esportes – tempo dos anos dourados.

image

Uma das áreas de exposição das inúmeras condecorações recebidas por JK

Um grande destaque neste piso superior são as inúmeras condecorações recebidas por JK, durante toda a sua vida, antes e enquanto presidente, mas também após seu mandato.

Novamente de forma inovadora é apresentado, numa das faces transparentes de um aquário de vidro contendo uma dessas condecorações em seu interior, um vídeo relatando sobre as mais importantes delas. Nunca tinha visto essa tecnologia e fiquei bem intrigada para entender, pois não tinha nenhuma projeção visível. Descobri que se trata de uma televisão de tela transparente, como funciona? Não sei, kkk. Veja aí neste vídeo, como funciona!!!!

Ainda neste mesmo andar, não posso deixar de falar sobre a Câmera Mortuária, para onde foram levados, do cemitério Campo da Esperança, em Brasília, no dia da inauguração do Memorial, os restos mortais de JK.

image

Vitral da Câmera Mortuária, de Marianne Peretti

image

Câmera Mortuária

Um belíssimo salão, totalmente na penumbra, iluminado somente pelo  extasiante vitral de autoria de Marianne Peretti, circundado por colunas estilizadas, tudo de um imenso bom gosto arquitetônico e sóbrio, conduzindo à contemplação e reflexão.

Voltando ao andar inferior, não deixe de visitar a Biblioteca e a sala de D. Sarah, uma contígua à outra.

image

Biblioteca particular de Juscelino

image

Coleção de Shakespeare, presente da Rainha Elizabeth II

image

image

A biblioteca é a reprodução fiel da biblioteca particular que Juscelino possuía em seu apartamento, no Rio de Janeiro, contendo cerca de 3 mil volumes raros, dentre eles, uma coleção rara de Shakespeare, de 1802,  presente da Rainha Elizabeth II. Também estão expostos na biblioteca, presentes recebidos de governantes internacionais, como  do prefeito de Roma e até uma cópia reduzida da taça Jules Rimet da Copa de 1950, presente do juiz uruguaio Nobel Valentini, que apitou jogos naquela ocasião.

image

Moedas comemorativas de inauguração de Brasília

Um interessante e rápido filme destaca as peças de maior valor existentes na biblioteca, ressaltando ainda, as moedas em homenagem à inauguração de Brasília, em 21 de abril de 1960.

img_5082

Mesa de D. Sarah, com homenagem da cidade de Roma

E, bem ao lado da biblioteca está a sala de Dona Sarah, idealizadora do Memorial, local onde diariamente desenvolvia seu trabalho de direção do museu. Também aí, é apresentado um vídeo, com interpretação em libras, contando a história dessa brava mulher, que conheceu JK quando ainda estudante de medicina e, ao seu lado, desenvolveu diversos projetos sociais, um deles, criou as Pioneiras Sociais, até hoje existente e por meio dessa instituição ela é amigas criaram ações como serviços móveis de mamografias.

Ainda, mobilizada por um problema ortopédico de sua filha, articulou a construção do Hospital Sarah Kubitschek, mantido pelas Pioneiras Sociais,  especialista  e referência na América Latina, no Aparelho Locomotor. Hoje com duas unidades em Brasília, uma no plano piloto e outra no lago norte e ainda com outras unidades em outras cidades.

E, ainda tem muito mais para ver, o auditório, a sala de pesquisa e inúmeras peças históricas.

image

E, antes de ir embora, você pode saborear um delicioso café expresso ou um chá, com algumas guloseimas. Eu recomendo um expresso, acompanhado da torta alemã, preços ótimos e muito saboroso.

img_5061

Personagens que tiveram papel imprescindível na construção de Brasília.

Não posso encerrar este post sem mencionar o tributo aos parceiros de JK, que contribuíram para a construção de Brasília e que, assim como JK, acreditaram num sonho e juntos, o tornaram real.

image

O casal Jucelino e Sarah Kubitscheck, recebendo os visitantes ao Memorial JK

Concluo essa visita ao MEMORIAL JK, com a estátua, em bronze, do casal, que está nos jardins do museu, recebendo a cada visitante e com a belíssima frase desse homem que realizou o feito da integração do país, movendo a capital do país, da cidade do Rio de Janeiro, para um lugar que não existia, no planalto central!!!

image

Anúncios